segunda-feira, 4 de junho de 2012

Resenha: Livro Religião e Política, sim; Igreja e Estado, não

O livro Religião e Política, sim;  Igreja e Estado, não, foi escrito por Paul Freston, um inglês naturalizado brasileiro que estudou em Cambridge, fez doutorado na UNICAMP e hoje é professor de pós-graduação na UFSCAR, ele também já participou da missão  estudantil cristã chamada Aliança Bíblica Universitária.

Religião e Política, sim Igreja e Estado, não é uma das obras mais singulares da literatura cristã, a experiência acadêmica e espiritual de Paul Freston é muito perceptível,  ele aborda a questão do messianismo evangélico, crítica a postura de políticos corporativistas, que visam apenas suas denominações em vez de voltarem para projetos políticos que podem beneficiar toda a sociedade, entre outros assuntos que edificam e trazem esperança para o leitor.

Paul Freston, através de uma visão honesta  aponta como um exímio sociológo e de forma imparcial o histórico da política evangélica no Brasil e no mundo, mostrando um panorama realista da participação protestante nas estruturas do poder.

A obra aborda  o conhecimento bíblico teólogico da graça comum e do pecado original, traz alternativas para uma política mais transparente, retira todo o idealismo da figura evangélica, todavia mostra a busca por uma utópia de uma sociedade que deve buscar os padrões do Reino de Deus, independente da escatologia  eclesiastica pessímista. Vale muito a pena ler e refletir sobre este tema, que infelizmente não é muito discutido nos circulos eclesiásticos, entretanto é de suma importância para a  construção  ética e moral de nosso povo, que merece uma cidadania com mais justiça social.


Título: Religião e Política, sim; Igreja e Estado,  não
Autor: Paul Freston
Editora:
Ultimato
Páginas: 195 páginas


Leia outras resenhas dos livros de Paul Freston: 
Nem Monge  Nem executivo

Nenhum comentário: